Dez filmes com Rock Hudson que talvez você não tenha assistido

Dez filmes com Rock Hudson que talvez você não tenha assistido

Se estivesse vivo, Rock Hudson estaria completando hoje 91 aninhos de idade. O astro colecionava bons amigos na Era de Ouro do cinema e foi anfitrião de festas inesquecíveis na sua casa em Beverly Hills. A residência era conhecida como “O Castelo” e frequentada por estrelas como Elizabeth Taylor, Paul Newman, Judy Garland, entre outros.

Muitos questionam suas habilidades ou limitações como ator, mas seu carisma parece ser unânime e dificilmente você escutará qualquer história de Rock sendo rude com quem quer que seja. Aquele sorriso encantador o acompanhou por toda a vida.

Quando temos um ídolo, afirmo também por minhas parceiras aqui do blog, não nos contentamos somente em conhecer seus maiores clássicos. É necessário correr atrás de biografias, assistir documentários e caçar os filmes mais aleatórios que nossa estrela favorita tenha feito antes de emplacar ou aqueles que fizeram para a TV quando a carreira no cinema já não estava essa Coca toda.

Rock Hudson é um dos maiores galãs old-fashion-way que Hollywood já produziu. Já falamos sobre alguns dos romances que ele fez com Douglas Sirk (Tudo Que o Céu Permite, Seu Único Desejo), as comédias românticas com Doris Day, a tentativa de mudar o rumo de sua carreira em “O Segundo Rosto” e quando se uniu a outros astros da Golden Age em um filme dos anos 1980, o suspense “A Maldição do Espelho”.

Dessa vez, fizemos uma listinha de filmes com Rock Hudson que não são tão conhecidos quanto “Pillow Talk” ou “Assim Caminha a Humanidade”. Um mergulho de cabeça na carreira desse lindo. Bora relembrar a carreira dele com a gente?

Segura que hoje é dia de ROCK no Cine Espresso, bebê! Continue Reading…

Quatro referências cinematográficas em novelas mexicanas

Quatro referências cinematográficas em novelas mexicanas

Não faça essa cara de como assim novela no Cine Espresso? porque eu sei que você, assim como eu, cresceu assistindo às novelas mexicanas que passavam no SBT. Antes de eu conhecer a internet e o cinema clássico, tive meus momentinhos de assistir um milhão de vezes às produções da Televisa, estrelando Thalia, Gabriela Spanic e Victoria Ruffo.

Recentemente, após recomeçar a rever A madrasta, uma novela que chegou muito perto do sucesso que A usurpadora fez no México e no mundo, comecei a notar quantas referências cinematográficas permeiam essas tramas. Hoje trazemos cinco referências que, com certeza, farão você enxergar essas histórias açucaradas de outra maneira. Afinal, já dizia Chacrinha: “Nada se cria, tudo se copia”. Continue Reading…

Cinco filmes adolescentes dos anos 80

Cinco filmes adolescentes dos anos 80

“…E essas crianças em que você cospe, enquanto elas tentam mudar seus mundos, são imunes às suas consultas. Elas sabem muito bem pelo que atravessam...” (David Bowie)

É impossível negar: a década de 1980 foi inovadora e inesquecível de muitas maneiras. Com toda a certeza, o cinema foi uma delas. Diversos filmes produzidos durante esse período tem hoje status de clássicos e cults. Além disso, foi nessa época que um segmento da sétima arte ganhou força: o cinema feito especificamente para adolescentes, com tramas com as quais esse público poderia se identificar. Público esse que, aliás, sempre foi um dos grandes consumidores do cinema desde o seu surgimento.

Olhando agora, pode até parecer bobagem, mas essa ideia foi uma grande novidade na época, afinal, filmes com essa proposta ainda eram um tanto raros. Um dos grandes nomes dessa vertente foi John Hughes que soube como ninguém transpor para as telas a mente do jovem daquela década. Curtindo a vida adoidado (Ferris Bueller’s day off) é hoje um clássico absoluto, queridinho de nove entre dez amantes do cinema, e tudo devido a mente brilhante de Hughes, bem como seu feeling certeiro para escolher atores para dar vida aos seus personagens inesquecíveis.

Mas nem tudo é Ferris Bueller, e hoje listamos outros cinco clássicos do cinema adolescente da década de 1980. Anota aí!  Continue Reading…

Cinco filmes de Woody Allen que você pode ver no Netflix

Hoje o nosso velhinho amado completa 80 anos de sarcasmo e ótimos roteiros. Desde os anos 80, Woody Allen nos dá um filme por ano, e às vezes até mais de um.  O diretor é figurinha fácil aqui no Cine Espresso, e como não poderia deixar de ser, hoje resolvemos botar a cara no sol e listar cinco ótimos filmes do cara que estão no Netflix.

Continue Reading…

Quatro filmes de Julia Roberts nos anos 90 que ajudaram a formar seu caráter

Quatro filmes de Julia Roberts nos anos 90 que ajudaram a formar seu caráter

Fato: quando eu era criança não tinha esse amor infinito que geralmente se tem, nessa fase, pelos filmes da Disney. Enquanto a maioria das outras meninas babava, sei lá, pela Pequena Sereia, tudo que eu queria era ser legal como a Julia Roberts. Sim! Eu fui uma criança estranha, que amava comédias românticas, filmes de brucutu (sobretudo se estrelados pelo Stallone!) e novelas mexicanas. Disso tudo, resultou eu, euzinha que vos fala.

Mas, falando sério, não se pode negar que Julia Roberts foi um dos ícones da década de 90. Foi sucesso atrás de sucesso, um pequeno período de flop, e mais sucesso. E posso apostar que, em um momento ou outro, algum filme dela fez parte de sua vida, nem que fosse naquele lindo dia em que você estava em casa de bobeira, vendo Sessão da Tarde.

Sendo assim, o Cine Espresso traz, nessa quarta-com-cara-de-quinta, alguns desses clássicos da Juju nos anos 90 que simplesmente não podemos esquecer.  Continue Reading…

Cinco aberturas marcantes da franquia 007

Cinco aberturas marcantes da franquia 007

Um fato: sou uma apaixonada pela franquia 007. Ainda não assisti todos os filmes, mas estou quase lá, e tenho acompanhado no cinema desde Cassino Royale, em 2006.

Uma das coisas que mais gosto são as músicas-tema de cada filme, uma tradição da franquia, assim como as aberturas elaboradas, embaladas pelas músicas, umas melhores do que outras, obviamente.

Então resolvi escolher cinco aberturas que eu adoro, que até quem não gosta dos filmes de James Bond, ou nunca viu nenhum, pode apreciar sem medo de ser feliz.

Continue Reading…

#Top 10 Seinfeld – Melhores episódios

#Top 10 Seinfeld – Melhores episódios

Tempos atrás escrevi aqui sobre o episódio piloto de Seinfeld, essa sitcom incrível, eleita pela crítica como a melhor de todos os tempos. Confesso que sou suspeitíssima para falar a respeito, pois Seinfeld é uma espécie de religião para mim. Mas está aí uma cambada enorme de fãs da série para provar: quem gosta de Seinfeld, gosta mesmo. Impossível não soltar um indignado ‘”Serenity now!” de vez em quando, comemorar o Festivus a cada 24 de dezembro, e terminar alguma frase com “yada yada yada“.

Pois é, Seinfeld tem disso mesmo. Uma série que fez piada de tudo e todos, e que é a cara dos anos 90. Impossível não amar Jerry, George, Elaine e Kramer. Eles são um quarteto fantástico, perfeitos juntos. Tipo os Beatles.

Tenho hoje a ingrata tarefa de listar 10 episódios que, em minha humilde opinião, são os melhores das nove temporadas, que encerrou no auge do sucesso.

E se você não ler até o final, já sabe: no soup for you!

tumblr_n0891qQqUE1s5e5bko1_400

Continue Reading…

Aos mestres, com carinho: cinco professores marcantes do cinema

Aos mestres, com carinho: cinco professores marcantes do cinema

Hoje é o dia que comemora uma das mais antigas e também, eu diria, difíceis profissões que existem. E você só descobre o quão árdua é quando está do outro lado. Sim, é o dia do professor! A fulana que vos fala é formada na profissão, aliás. E, é claro, também por causa disso, sempre me interessei por filmes cujos protagonistas são os mestres da educação. E existem aqueles professores da ficção que mudam vidas, ensinam e aprendem grandes lições – e outros que tem a profissão como um meio alternativo e ~~normal~~, de ganhar a vida. É por isso que hoje eu listo aqui cinco professores das telas que marcaram a minha relação com o cinema.

Continue Reading…

Seis videoclipes baseados em filmes

Seis videoclipes baseados em filmes
Eu tenho três grandes paixões na vida.  O cinema, é claro, é um deles. Os dois outros são a literatura e a música. Na faculdade, estudei a literatura, e de vez em quando, dava um jeitinho de colocar as outras duas no meio. E hoje nesse post, quero fazer mais ou menos o que eu fazia na universidade.
É fácil, porque essas três áreas andam muito juntas. Temos inúmeros filmes baseados em livros, algumas músicas baseadas em livros (Wuthering Heights, da Kate Bush, sendo a minha favorita nesse quesito, aliás), músicas baseadas em filmes, filmes que deram origem à livros, etc. Mas o assunto aqui hoje, queridos, é a música, mais especificamente os videoclipes  (esse termo é tão anos 90).
A história dos clipes musicais vem de longe, lá dos Beatles nos anos 60, e do ABBA, nos 70, e de outras bandas e cantores que vieram depois, e que, para evitar as inúmeras viagens, mandavam vídeos seus cantando para as emissoras de TV, e nos 80 surgiu a MTV, e o resto é a evolução que se deu a tal ponto que, hoje em dia, o clipe de uma música é tão importante quanto a própria.
Eles fazem parte da cultura pop, assim como alguns clássicos do cinema. Sendo assim, listamos aqui hoje seis clipes que foram influenciados por filmes.

Continue Reading…

                                    
Encontre-nos no Facebook
Filmes por Ator:
                                                                                                                       
Filmes por Atriz:
                                                                                                                       
Filmes por Diretor: