O sinal da cruz (1932)

O sinal da cruz (1932)

Uma mulher tomando banho de leite. Orgias. Insinuação LGBT. Cenários de tirar o fôlego. Pelas palavras escolhidas, você provavelmente pensou que eu estaria descrevendo algum filme da atualidade. Mas não. Estamos falando de O sinal da cruz, produção de 1932, dirigida por Cecil B. DeMille.

Para os defensores da moral e dos bons costumes, esse épico foi o que faltava para a criação de um código que ditava o que podia e o que não podia em Hollywood, o tão famoso Código Hayes, do qual sempre estamos falando por aqui. Para os não apreciadores de filmes épicos (como eu), foi uma surpresa muito feliz. A ousadia e a alegria nunca foram tão levados a sério nessa trama que retrata o período em que cristãos eram perseguidos em Roma.

Foi com O sinal da cruz que Cecil B. DeMille mandou um beijinho no ombro aos que achavam que ele estava acabado enquanto diretor e produtor.

Continue Reading…

Entre Duas Águias (1932)

Entre Duas Águias (1932)

Na época em que “Devil and the Deep” foi lançado, Tallulah Bankhead já tinha uma carreira consolidada no teatro, participando de uma dúzia de peças em Londres, onde permaneceu por oito anos. Retornou aos Estados Unidos na década de 30 para fazer filmes e o primeiro deles foi “Tarnished Lady” dirigido por George Cukor, Bankhead comportou-se bem no set e as filmagens foram concluídas sem problemas. A verdade é que a atriz achava a produção de filmes entediante, mas a oportunidade de ganhar $50.000 por filme era muito atrativa para ser rejeitada. Em 1932, Tallulah completa 30 anos de idade e protagoniza “Entre Duas Águias”, que destacou-se pela presença de três grandes atores no elenco: Gary Cooper, Charles Laughton e Cary Grant. Alguns anos depois, Tallulah declarava “Dahling, the main reason I accepted [the part] was to fuck that divine Gary Cooper!”. Continue Reading…

A Casa Sinistra (1932)

A Casa Sinistra (1932)

Sempre tive curiosidade de assistir ao filme de James Whale, o homem por trás de grandes obras do terror nos anos 30, como O Homem Invisível, A Ponte de Waterloo e Frankenstein. Entretanto, “The Old Dark House” é um dos grandes percursores de filmes sobre casas mal assombradas, lançado em 1932, traz Boris Karloff no elenco (repetindo a parceria de Whale e Karloff após o sucesso de Frankenstein, no ano anterior), Charles Laughton, Melvyn Douglas (diversas vezes par romântico de Greta Garbo e Joan Crawford) e Gloria Stuart (que apareceu em ótimos filmes na década de 30 e retornou ao cinema em 1997, para interpretar a Rose ‘velhinha’ em TITANIC de James Cameron).

Nessa sexta-feira 13 recomendamos apagar as luzes, pegar a pipoca e o kisuco para se divertir com o clássico de James Whale. “A Casa Sinistra” tem lama, chuva, trovões, luz de velas, comédia e até alguns sustos!

Continue Reading…

Sidewalks of London (1938)

Sidewalks of London (1938)

Na época em que Vivien Leigh desabrochava como iniciante atriz britânica, que vinha do teatro e era pouco conhecida nos Estados Unidos, estrelou ao lado de Charles Laughton o filme Sidewalks of London, também conhecido como St. Martin’s Lane. Apesar do clima nos bastidores não ser dos melhores, foi uma boa parceria para Laughton e outro veículo para que Leigh fosse notada, no filme que antecede sua performance no papel de Scarlett O’Hara no ano seguinte.

Continue Reading…

                                    
Encontre-nos no Facebook
Filmes por Ator:
                                                                                                                       
Filmes por Atriz:
                                                                                                                       
Filmes por Diretor: