Tippi Hedren e seu leão de estimação – Parte I

Tippi Hedren e seu leão de estimação – Parte I

Tradução: Jessica Bandeira

Revisão da tradução: Ana Rolim

Ter aquele leão em casa foi muita estupidez.

Tippi Hedren revela seus arrependimentos por deixar uma fera fazer parte da família – e até mesmo dormir na cama de Melannie Griffith!

A atriz de “Os pássaros” revelou constrangimento e arrependimento por ter deixado um leão adulto viver com a família nos anos 70, alegando que eles foram “inacreditavelmente estúpidos” ao permitir que a fera brincasse com Melanie Griffith, filha de Hedren e com 13 anos na época. Nas fotos tiradas pela revista LIFE, o leão, chamado Neil, pode ser visto relaxando à beira da piscina da família, esparramado na cama de Melanie e sendo a distração do escritório.

Porém, ao relembrar, Hedren revela que acha as fotos humilhantes e admite que ela “nunca deveria ter corrido aqueles riscos”.

“Fico arrepiada quando vejo essas fotos hoje em dia”, ela me disse essa semana. “Tenho que dizer que fomos inacreditavelmente estúpidos. Nunca deveríamos ter corrido aqueles riscos”. Esses animais são tão rápidos e, caso decidam pegar você, só uma bala na cabeça irá detê-los.

Embora ela enfatize que Ron Oxley, treinador de Neil, estava sempre seguindo o animal, Hedren relata em suas memórias como “nenhum quarto era proibido” para o “primeiro leão morador de uma casa.

Ele adorava dormir na cama de Melanie, ela escreve, e “uma noite aconteceu de eu encontrá-los dormindo, lado a lado” A boca de Neil estava a não mais que 60 centímetros do corpo da filha, ela relembra, complementando: “Foi uma visão que algumas mães não gostariam de ver.”

Ao passo que a família de Tippi nunca foi ferida por Neil, uma noite, durante um jantar para convidados britânicos, ele atacou seu dono Ron Oxley.

Os dois “enfrentaram-se” na cozinha, o leão rosnando e batendo no homem com sua pata enorme. Oxley tentou recuperar o controle levantando as mãos e os braços de forma ameaçadora.

Por fim, Neil balançou a cabeça e a juba rendendo-se, fazendo ruídos dóceis baixinho, e os dois saíram da casa.

“Estávamos lidando com animais que eram psicopatas”, diz Hedren, hoje em dia. “Eles não têm consciência ou genes que os façam sentir remorso e matariam qualquer um, se o jantar deles dependesse disso.”

Mesmo que Melanie Griffith tenha se tornado a clássica criança rebelde hollywoodiana, (a garota saía com o ator de Miami Vice, Don Johnson, quando tinha 14 anos) ela dizia que Neil era o “melhor amigo” dela. E, claramente, gostava de ser fotografada com ele.”Era o assunto da escola, ela achava divertido”, explica Tippi Hedren.

Mas Hedren não estava assustada com a possibilidade de ela e a filha serem feridas ou mortas?

“Não, não é bom ficar assustada perto de leões. Ron nos disse exatamente o que podíamos e não podíamos fazer. Prestávamos muita atenção no que ele dizia.”

E complementa: “Ele nos ensinou, especialmente a Melanie, a respeitar o animal e a não fazer nada que pudesse aborrecê-lo, como arranhar o nariz dele ou chegar correndo e colocar os braços em volta dele.”

Outro conselho incluía não dar as costas para ele, já que ele adorava dar rasteira nas pessoas, saber que, caso você se movesse rapidamente, ele iria querer brincar do jeito bruto dele, e fazer carinho embaixo do queixo ou dentro da juba, mas não no rosto dele.

E o mais importante: eles foram avisados sobre tomar cuidado para que o leão não se tornasse possessivo em relação a nada, nem mesmo a uma cadeira, pois é assim que eles se tornam mais perigosos.

Tippi também revelou que a extraordinária experiência deles com Neil trouxe um falso sentimento de segurança, que teve consequências desastrosas, quase fatais.

Na verdade, depois da atriz, Melanie e o resto da família terem sido seriamente feridos por gatos gigantes que adotaram depois de Neil, Hedren mudou sua postura em relação a animais de estimação tão exóticos.

Aos 84 anos, ela administra um santuário, California’s Shambala Preserve, dedicado a mais ou menos 32 gatos gigantes e é uma crítica sincera da prática (ainda legal em muitos lugares dos EUA) de mantê-los como animais de estimação. Como ativista, ela foi bem-sucedida ao conseguir influenciar o Congresso dos EUA a aprovar um projeto de lei, em 2003, que termina com o tráfico de gatos gigantes entre estados.

Atualmente, Hedren está tentando pressionar a passagem de outro projeto de lei que proibirá a criação desses animais para exploração pessoal ou venda como animais de estimação.

Mas, como raios duas gerações da realeza hollywoodiana chegaram a compartilhar o sofá, a piscina e o quarto com o rei da selva?

A resposta é pura excentricidade da terra dos sonhos.

(Continua na sexta-feira que vem)

O texto original está disponível aqui.

Escrito por Jessica Bandeira

Estudante de história, tradutora e noveleira.

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

                                    
Encontre-nos no Facebook
Filmes por Ator:
                                                                                                                       
Filmes por Atriz:
                                                                                                                       
Filmes por Diretor: