Seis referências cinematográficas em American Horror Story: Hotel

Seis referências cinematográficas em American Horror Story: Hotel

Depois de muita espera, a nova temporada de American Horror Story  finalmente está no ar! A trama de Ryan Murphy e Brad Falchuk está em sua sexta temporada e essa é a primeira temporada dentre as que, infelizmente, não contam com a participação mais do que especial de Jessica Lange. Porém, para nooossa alegria, referências cinematográficas é o que não faltam nessa nova temporada. Elencamos seis referências que farão seu coração cinéfilo fazer chica chica boom chic!

 1. Condessa Elizabeth: a Miriam Blaylock da série

Filme: Fome de viver

Estávamos curiosos para saber como Lady Gaga seria utilizada em AHS. Muito se especulou sobre a entrada dela, alguns fãs alegaram que a série queria tapar o buraco deixado por Jessica Lange. Por ser uma figura tão icônica, não é surpresa que a personagem também o seja. A cantora dá vida à Condessa Elizabeth, uma vampira imortal, misteriosa moradora do Hotel Cortez que adora sair para caçar pessoas ao lado de seu companheiro, Donavan (Matt Bommer). Ei, espera aí… isso não é Fome de viver?! Elizabeth tem uma pegada totalmente Miriam BlaFotorCreatedylock, personagem inesquecível de Catherine Deneuve nesse clássico dos anos 80. Ela não carrega apenas traços psicológicos, como a aura misteriosa e monossilábica, mas também traços físicos. O cabelo preso em um coque pra lá de clássico e as roupas vintage a deixam muito parecida com Blaylock. Aliás, uma das primeiras cenas de Gaga –  a que ela sai para caçar pessoas e depois as mata de forma brutal –  não poderia lembrar mais Fome de viver. O filme nos apresenta as personagens da mesma forma que AHS Hotel escolheu retratá-los: em seu habitat, sedentos por sangue.


2. Liz Taylor, a personagem de Denis O’Hare

Ao ver a personagem de Denis O’Hare na première de AHS: Hotel, lembro de comentar com a Patrícia o quanto ela lembrava Elizabeth Taylor. E não era para menos: lá estava o famoso delineador preto com a sombra verde, o turbante e a postura que fizeram de Taylor uma das mulheres mais famosas do século XX. E o nome da personagem, Liz Taylor, não nos deixa dúvidas sobre a homenagem prestada pelos autores da série! Liz trabalha no bar do Hotel Cortez e, por enquanto, não sabemos muito sobre a história dela. Suas roupas são inspiradas nas próprias roupas que Elizabeth Taylor usava, segundo O’Hara uma mistura dos anos 60, 70 e 80, além de figurinos inspirados em filmes da atriz, como Butterfield 8. Denis buscou conselhos com a drag queen Alaska, participante da quinta temporada de RuPaul’s Drag Race, para compor a personagem.


3. Hotel Cortez poderia ser muito bem o Hotel Overlook

     Filme: O iluminado

Hotéis sempre foram lugares auspiciosos para rodar filmes de terror e não é à toa que um dos maiores filmes de terror do cinema, O iluminado, se passe nesse lugar. No filme de Stanley Kubrick temos a história do Hotel Overlook, construído em cima de uma terra que outrora abrigara um cemitério indígena. Por isso, ele seria mal assombrado. Acontecimentos estranhos fazem parte da história do hotel, como o antigo funcionário, Mr.Grady, que matara as filhas e a esposa a machadadas. Em AHS: Hotel a figura do hotel, assim como em O iluminado, ocupa um lugar central na trama. Poderíamos inclusive afirmar que o próprio lugar atua como uma personagem. A atmosfera macabra provoca o festival de sangue presente em todos os episódios da sexta temporada da série. A primeira e a segunda temporada – Murder House e Asylum respectivamente – também se valeram dessa estratégia. O Overlook conta com uma arquitetura art-déco, transposta para AHS: Hotel. Se você prestar atenção, verá que até o carpete do Hotel Cortez é igual ao do Overlook!


 4. Angela Bassett e a homenagem as personagens da década de 70 de Pam Grier.

Angela Bassett, uma das veteranas de American, chegou chegando nessa temporada no capítulo 3, intitulado Mommy. Bassett era amante da condessa Elizabeth, foi transformada por ela em vampiro, e agora busca vingança após ela ter matado um de seus amantes. O fato é que, antes delas se conhecerem, ela era uma atriz de sucesso da década de 70, com filmes muito semelhantes aos protagonizados por Pam Grier nessa época. Isso só poderia ser uma homenagem!

2013-04-1974-Foxy-Brown-poster-horz


5. Os crimes cometidos nessa temporada

     Filme: Se7en – Os 7 crimes Capitais

Se7en é um dos filmes de suspense mais famosos da década de 90 , e é claro que não poderia ficar de fora dessa lista de homenagens que American está fazendo. Assim como no filme, um serial killer está a solta e cabe a um investigador, no caso, John Lowe, desvendar esse mistério. Sabemos que ele esta hospedado no Hotel Cortez, desde o primeiro capítulo há indícios disso. Até aí tudo ok, se não fosse o fato de esse serial killer matar de acordo com os 10 mandamentos, o que remete ao filme Se7en, no qual o assassino se baseou nos sete pecados capitais para fazer suas vítimas. Logo no primeiro capítulo vemos um homem e uma mulher, ambos infiéis aos seus companheiros, ela assassinada e ele com seus olhos e língua arrancados, uma referência ao 7º mandamento: “Não adulterarás”.  Ou então o assassinato de duas pessoas penduradas, com o órgãos expostos – que também lembra muito a cena de Silêncio dos Inocentes – representando o 5º mandamento: “Honra teu pai e tua mãe”.


6. Kathy Bates e o revival de maldades de Annie Wilkes, de Louca Obsessão.

Kathy Bates, além de estar a cara da famosa autora francesa Marguerite Duras, também trouxe à tona uma de suas melhores e mais conhecidas personagens no cinema: Annie Wilkes, de Louca Obsessão. Ela parece tão doce, tão dedicada ao trabalho no hotel Cortez, mas no fundo, de doce não tem nada. Lisa é mãe do personagem vivido por Matt Bommer, Donavan. Morre de medo da patroa, Condessa Elizabeth, e odeia Sally – grande responsável por ela estar trabalhando ali há anos – percebemos que ela odeia aquele lugar, e qual a forma de se distrair? Torturando as pessoas! No primeiro episódio, ela tortura as duas novas hóspedes do hotel, que percebemos que ela não gosta logo de cara. Apenas um comentário: ela só é realmente simpática com John Lowe – até vemos ela fazendo zoinho pra ele.

 

E você, lembrou de mais alguma referência cinematográfica? Comente com a gente!

 

Revisão do texto: Pâmela Lima

Escrito por Equipe

Pregadores da Igreja Universal do Reino do Cinema.

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

                                    
Encontre-nos no Facebook
Filmes por Ator:
                                                                                                                       
Filmes por Atriz:
                                                                                                                       
Filmes por Diretor: