Meus Braços Te Esperam (1951)

Meus Braços Te Esperam (1951)

Certamente não existe ninguém em Hollywood que represente melhor o Valentine’s Day do que Doris Day. Muitos de seus filmes são baseados na instituição do casamento e a atriz/cantora nascida em Ohio nunca teve medo de parecer exatamente o que é: uma romântica! E isso aparece em diversos trabalhos, as comédias românticas de Doris contam com todos os ingredientes do gênero: romance, músicas açucaradas e o melhor que a fotografia em technicolor pode oferecer!

Todo mundo é um pouco romântico, então vamos falar de On Moonlight Bay (Meus Braços Te Esperam, no Brasil).

dorisquotes

Trecho do documentário “A Sentimental Journey”.

Muitos desses filmes podem parecer old-fashion ou antiquados hoje em dia. Mas alcançaram o topo das bilheterias, idealizavam a família americana da forma como ela queria ser vista. O início da inclusão da mulher no mercado de trabalho e outras questões podem ser expressadas de maneira ultrapassada, mas os filmes de Doris Day vão além disso e faz o público relembrar ou descobrir valores básicos, pouco retratados hoje em dia porque a indústria está mais “sofisticada” e não quer parecer piegas. Questões familiares, amizade, sacrifício e a capacidade de amar são temas recorrentes na filmografia de Doris.

On Moonlight Bay foi dirigido por Roy Del Ruth em 1951 e conta a história da família Winfield que acabou de se mudar para um casarão, em Indiana.

Na trama, os Winfield não estão contentes com a decisão do patriarca George (Leon Ames) em mudar-se para uma casa confortável num bairro grã-fino, isso porque todos seus amigos vivem no outro lado da cidade. A família inclui a esposa Alice (Rosemary DeCamp), a cozinheira Stella (Mary Wickes) e os filhos Wesley (Billy Gray) e Marjorie (Doris Day).

moonlightcaps

A filha mais velha da família Winfield gosta de ajudar na casa e não se intimida para levantar os móveis e jogar baisebol com os meninos. William Sherman (Gordon MacRae) conhece Marjorie no celeiro e lhe dá uns tapas no traseiro a confundindo com um garoto. O vizinho não se intimida e convida a moça para um baile em Moonlight Bay. Uma das melhores cenas é quando Alice sugere que Marjorie turbine o decote e as consequências hilárias na pista de dança!

moonlightbaypromoMarjorie e William estão apaixonados, mas o rapaz se desentende com o pai de Marjorie, que espera que ele trabalhe no banco para ter condições de sustentar uma família. William estuda Literatura Inglesa, possui um ponto de vista bastante moderno e a princípio rejeita qualquer possibilidade de casamento. As diferenças marcam um breve afastamento, uma vez que o rapaz vai para a faculdade e Marjorie tem seu coração partido.

Em 2014, Doris Day concedeu uma entrevista a revista Closer Weekly na qual relembra seus principais papéis no cinema. Quando a publicação tentou questioná-la sobre qual dos seus leading men beijava melhor, a atriz respondeu “Even at age 90, a girl never kisses and tells!” Na mesma edição a atriz relembra “On Moonlight Bay”: “Esse foi um dos filmes em que trabalhei com o maravilhoso Gordon MacRae. Foi doce, divertido e capturou uma época tão inocente!”

bythelightofthesilverymoonO enorme sucesso alcançado por “On Moonlight Bay” resultou numa sequência para o filme em 1953, o que não acontecia muito frequentemente. “By The Light of the Silvery Moon” (Lua Prateada, no Brasil) trouxe de volta a casa da família Winfield e o elenco original do primeiro filme. Um dos princípais motivos para o êxito dessas produções está na química do elenco, dentro e fora das telas. No documentário “Sentimental Journey”, Doris revela que eles se tornaram uma verdadeira família: “Esses filmes me trazem tanta nostalgia, nós gravamos os dois em sequência e nos tornamos uma verdadeira família. Realmente nos tornamos e amávamos estar juntos! Eu tinha um irmão adorável, Mary Wickes era a governanta, meus preciosos pais. E claro, meu namorado bonitão interpretado por Gordon MacRae. E eu o adorava!” Gordon MacRae, o astro de “Oklahoma!” e “Carrossel” também era cantor e já tinha trabalhado com Doris Day anteriormente no filme “Tea for Two”, Doris costuma dizer que ele é um dos melhores cantores que já conheceu. Um dos grandes momentos em “By the Light of the Silvery Moon” é quando o ator busca o personagem de Doris para um encontro e canta “Just One Girl”, arriscando até uns passos de dança, deslizando na neve!

Dedico esse post para minhas parceiras de Cine Espresso, Jéssica que me fez cair de amores por Doris e a Camila que me indicou esses dois filmes maravilhosos. E pensar que houve uma época em que eu torci o nariz para esses “musicais polenteiros”, até que esse se tornasse um dos meus gêneros favoritos. “On Moonlight Bay” e “By The Light of the Silvery Moon” estarão sempre incluídos na lista dos melhores musicais dos anos 50. Finalizamos então, com as palavras da própria Doris: “Sabe, costumo rir o tempo todo quando assisto esses filmes. Eram filmes doces.”

gordonanddoris

Escrito por Guilherme

Still tryin' to find my place in the sun.

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

                                    
Encontre-nos no Facebook
Filmes por Ator:
                                                                                                                       
Filmes por Atriz:
                                                                                                                       
Filmes por Diretor: