Apostas do C.E. para o Oscar

Apostas do C.E. para o Oscar

O momento tão esperado finalmente chegou! Daqui algumas horas saberemos quem levará para casa os Oscars mais cobiçados: o de melhor filme, melhor diretor, melhor atriz e melhor ator. Outra característica dessa época de prêmios são as apostas. Foi pensando nisso que a equipe do C.E. reuniu suas apostas para a grande noite.


Jessica:


Melhor filme: 12 anos de escravidão

As duas últimas cerimônias do Oscar foram bastante mornas para mim. Mas este ano… uau! Quantos filmes bons! Difícil escolher um só. Eu adoraria poder apostar em Clube de Compras Dallas, mas a Academia não está tão pra frentex assim para dar o prêmio para um filme em que existe uma transexual e que fala sobre a AIDS. Por isso, minha aposta é 12 anos de escravidão. Direção, atores e roteiro impecáveis. Além disso, mostra a escravidão do ponto de vista do negro; não do homem branco como é o costume desse tipo de filme. Vai com tudo Steve, estou torcendo por ti!

Melhor diretor: Steve McQueen – 12 anos de escravidão

 

Se pudesse votaria em Scorsese, mas acho que o McQueen merece esse Oscar. Aliás, que dificuldade, hein. Por mais que eu ame o Scorsa (sou apaixonada por seus filmes e o acho um pão como diria minha avó), acho que McQueen conseguiu tirar o melhor dos atores que participaram de 12 anos. É como se o diretor expremesse, como um limão, o talento de atores como Michael Fassbinder (já comprovamos isso em Shame), Sarah Paulson (maravilhosa como a sinhá racista do filme) e claro Lupita Nyong’o. Tudo bem, tudo bem, a atuação de Di Caprio em O lobo de Wall Street é maravilhosa, mas é muito diferente, a exigência do ator. Digo mergulhar de cabeça em um filme sobre escravidão, um assunto estilo pisando em ovos para os EUA, exige que o diretor puxe mais seus atores.

Melhor ator: Leonardo Di Caprio – O lobo de Wall Street

Depois de ter vencido o Globo de Ouro e eu ter literalmente ter saído correndo pela casa comemorando, chegou a hora do Oscar. TÁ NA HORA, HEIN, ACADEMIA. Podemos dizer que é um motivo bastante plausível a Academia reconhecer o talento desse ator maravilhoso que é o Di Caprio.

Melhor atriz: Cate Blanchett – Blue Jasmine

Outra categoria palhaçada. Como, eu me pergunto, eles colocam Meryl Streep, Judi Dench, Amy Adams para concorrer na mesma categoria? Muito difícil escolher. Todas mereciam na minha opinião. A gente exclui a Meryl porque seu Oscar por A dama de ferro ainda é bastante recente. No entanto, temos que frisar que ela já bateu a campeã em indicações ao Oscar, Katherine Hepburn. Por que aposto em Cate? Porque acho que Jasmine é a Blanche Dubois do século XXI. Ela conseguiu refrescar toda essa atuação melodramática hollywoodiana, bastante célebre durante os anos do cinema de ouro, e criar uma Blanche só sua. Uma Blanche que só poderia ser interpretada por ela. E é por essa “homenagem” à Vivien Leigh que, para mim, ela merece um Oscar.

Melhor ator coadjuvante: Jared Leto – Clube de Compras Dallas 

Tenho quase certeza de que perderei essa aposta. Como já disse, a Academia é conservadora. Porém, gostaria muito que Jared ganhasse. Há muitas discussões sobre a representatividade das trans* em Clube de Compras Dallas. Com certeza o filme deu maior visibilidade a esse público, mas a discussão principal é: por que uma trans*; não um homem cis, não ter poderia interpretado Rayon? De qualquer maneira, acho que a vitória do Jared poderia levantar essa discussão. E em termos de atuação, ele está maravilhoso. É um papel que exige do ator e podemos dizer que ele fez a lição de casa direitinho.

Melhor atriz coadjuvante: Lupita Nyong’o – 12 anos de escravidão

Depois daquele fiasco de Jennifer Lawrence tirando o Oscar de Emmanuelle Riva (sim, sou rancorosa e lembro disso até hoje), a Academia tem de dar para quem realmente colocou todo o coração na sua interpretação, no caso Lupita.

Roteiro original: Spike Jonze, de Ela

Quer algo mais original do que escrever um filme em que um homem tem um relacionamento com uma máquina?

Roteiro adaptado: John Ridley, de 12 anos de escravidão


Camila:

Melhor filme:  Gravidade

A minha aposta – melhor dizer, minha torcida –  está com esse maravilhoso thriller de Alfonso Cuarón, que é um espetáculo visual. Sandra Bullock fez história com sua atuação nesse filme, deixando o espectador grudado e tenso na cadeira do início ao fim.

Melhor diretor: Alfonso Cuarón – Gravidade

Como cineasta, Cuarón era, antes de Gravidade, muito mais conhecido por ter dirigido Harry Potter e o Prisioneiro de Azkabanmeu favorito da série, aliás. Mas, com o filme estrelado por Sandra Bullock, ele apenas sambou na cara de Hollywood, e levou sua carreira para outro patamar. Seu trabalho com Gravidade foi sublime. Por isso, minha torcida é para ele.

Melhor ator: Leonardo Di Caprio – O lobo de Wall Street

Aparentemente, a Academia está tentando fazer com Leo o que fez com Peter O’Toole: indicar o cara 49324327 vezes, e nada de Oscar na prateleira. Espero e torço muito para que Di Caprio leve esse prêmio, e quero ver muito o discurso aliviado e um suspiro profundo do mesmo. VEM BUSCAR TEU OSCAR, JACK LEO!

Melhor atriz: Cate Blanchett – Blue Jasmine

Tendo limpado e lacrado todas as premiações do ano até agora, nada mais natural que Cate leve pra casa o Oscar. A atuação dela em Blue Jasmine é a coisa mais linda desse mundo, e fruto ainda da generosidade artística de Woody Allen. Mas, com o recente escândalo/fofoca/barraco envolvendo Woody – na minha opinião, uma tentativa ridícula dos Farrow de atrair atenção – ouvi boatos de que a Academia estivesse receosa de premiar Cate. Espero que tudo não passe de fofoca mesmo, e que Cate leve o prêmio, pois é merecedora – apesar da concorrência forte. Cheguei a pensar que Sandra Bullock pudesse passar a perna em Cate, mas dadas as recentes premiações, acredito que esse ano não tem pra mais ninguém.

Melhor ator coadjuvante: Jared Leto – Clube de Compras Dallas 
Melhor atriz coadjuvante: Lupita Nyong’o – 12 anos de escravidão

Quero ver o casal levar esses Oscars, tanto, mas tanto, que os coloquei juntinhos aqui. Meu coração está com vocês, seus lindos! E já chega de Jennifer Lawrence, né, meu povo?

 

Roteiro original: Woody Allen – Blue Jasmine

 

O único veterano na categoria que inclui uma série de roteiristas iniciantes, Woody é minha aposta esse ano. Já sabemos que ele nunca vai buscar prêmio nenhum, e talvez, devido ao já mencionado escândalo, ele possivelmente não ganhe. Mas, estou esperando ser surpreendida. Ele fez um trabalho primoroso com Blue Jasmine, com seus diálogos afiados e mordazes. Woody fez sua própria versão de Blanche DuBois, personagem pelo qual é fascinado, e que já foi referenciado em diversos contos e filmes anteriores seus. Por isso, Woody é minha aposta na categoria de melhor roteiro (IMAGINA QUE LOUCO SE ELE GANHASSE E RESOLVESSE APARECER – momento fã psicopata).

 

Roteiro adaptado: Richard Linklater, Julie Delpy e Ethan Hawke – Antes da meia-noite

 

Acompanho os personagens Jesse e Celine desde Antes do amanhecer, e sempre amei o roteiro escrito pelas seis mãos – dos dois atores que protagonizam a história e do diretor, Linklater. Foi lindo e emocionante ver a conclusão da trilogia. Eles amadureceram; seus diálogos também. As palavras são tão naturais, as conversas entre o casal tão real, que parece impossível ter sido escrito realmente. É como se Jesse e Celine estivessem conversando sobre os aspectos e implicações de seu relacionamento – assim como fizeram em Antes do amanhecer e Antes do pôr-do-sol. É por essa naturalidade e veracidade que eu torço sinceramente que esse final perfeito para a trilogia perfeita, vença a categoria e seja, enfim, reconhecida como merece.


Guilherme:

Acho suspeito criar uma lista de previsões ou apostas, por que nossas expectativas se misturam sempre com o ponto de vista técnico e o elemento surpresa que sempre pode ocorrer nessas premiações. O Oscar desse ano parece bastante acirrado, mas permaneço otimista com a possibilidade de que possam haver surpresas felizes! Fiz uma listinha com os prováveis vencedores na minha opinião, com a excessão de Leonardo DiCaprio, que espero que seja realmente uma surpresa (esperada durante tantos anos, vai que né…)

Melhor Filme: 12 Anos de Escravidão

Melhor Diretor: Steve McQueen

Melhor Ator:  Leonardo DiCaprio

Melhor Atriz: Cate Blanchett (segunda opção, Judi Dench)

Melhor Ator Coadjuvante: Michael Fassbender

Melhor Atriz Coadjuvante: Lupita Nyong’o

Melhor Edição: Gravidade

Melhor Animação: Frozen

Roteiro Original: Ela (Spike Jonze)

Roteiro Adaptado: 12 Anos de Escravidão

Figurino: Trapaça

Fotografia: Gravidade

Filme Estrangeiro: A Caça

Trilha Sonora: Gravidade

Canção Original: Let It Go (Frozen)

Maquiagem: Clube de Compras Dallas

Efeitos visuais: Gravidade

Edição de som: Gravidade

Depois de pronta, percebi que apostei quase todas as fichas em 12 Anos de Escravidão, e caso minha previsão esteja correta, David O. Russell e seu Trapaça sairão com poucos prêmios e isso parece um tanto quanto inconcebível. Talvez Russell leve o prêmio de melhor diretor, mesmo assim arrisquei no trabalho do Steve McQueen, que é quem eu acredito ter feito o melhor filme desse ano e uma das maiores revelações do cinema nos últimos tempos. A ausência do Joaquin Phoenix nos indicados como melhor ator também me decepcionaram (porra, Christian Bale? Por esse personagem?), ele assim como Robert Redford mereciam pelo menos uma indicação, na minha opinião.

De qualquer forma, os indicados desse ano me animaram mais que no ano passado e estou ansioso para torcer para meus favoritos! Infelizmente a premiação não será exibida na íntegra esse ano pela Rede Globo, na qual a cobertura contará somente com flashes da cerimônia exibidas no Fantástico e um especial no dia seguinte com os melhores momentos. O Oscar 2014, comandado por Ellen Degeneres será exibido hoje (dia 02/03) à partir das 20h30 no canal TNT.

Escrito por Equipe

Pregadores da Igreja Universal do Reino do Cinema.

Comentários

Comentários

                                    
Encontre-nos no Facebook
Filmes por Ator:
                                                                                                                       
Filmes por Atriz:
                                                                                                                       
Filmes por Diretor: